sexta-feira, janeiro 02, 2009

Que raio!!!

O fim de 2008 ainda me reservou um berbicacho daqueles que irrita.
Para fechar o ano, mas sobretudo para tentar regressar à actividade pró-maratonística após uns dias de natal muito, muito fraquinhos, decidi, à última hora, correr a São Silvestre da Amadora. Nos anos anteriores aquilo corria-se às 19:00, portanto, porque raio havia o horário de ser alterado?! Não sei, mas foi.

Tinha eu combinado fazer as coisas com muita calma com o meu primo, o Carmo. Às 18.20 junto à partida. Ainda dava para aquecer 40 minutos e para ele me entregar o dorsal e chip. Mas eis quando me lá chego, eram 18.13, e me dizem que a partida ia ser às 18.15.

aaaaaaaaaaaaaahhhhhh! drammmma!

Por acaso encontrei o sr. Nunes, entreguei-lhe a roupa mais quente que trazia, e enfiei-me no meio da molhada, mesmo sem dorsal. Parti, naquela de alguma tranquilidade mas porra, aquilo empina logo ao início. Quando dei por mim, aos 2 minutos de prova já ia com 180 batimentos. Por essa altura também comecei a notar que estava à rasca para mijar, que me doiam as canelas por não ter aquecido e sobretudo que estava prestes a vomitar a torrada e o cházinho (tipo velhinho) que decidi enfiar para o estombado, porque a partida era só às 19h e até podia a coisa cair-me na fraqueza... Só aguentei estas aflições até aos 2Km.
Decidi parar, mudar a àgua às azeitanos e chutar a prova para canto. Lá o fiz e venho eu sentido contrário, aparece-me o Carmo ainda a correr atrás do carro da policia que fechava o circuito e com o meu dorsal e chip na mão.

Pah... se ele vai assim, eu também vou!

E lá fomos os dois estarolas a passar malta. Fui com ele até aos 3Km mas depois disso tive de lhe dar ordem de soltura porque já ia numa passada que não era a minha e o parafuso da canela esquerda estava prestes, prestes a saltar.

Lá segui, por minha conta e risco, a passar malta até aos 6km, e sempre com o parafuso da canela a dar tiros. Chego a esse ponto vejo mais uma subida e o Feijão à beira da estrada e decidi: esta parvoice acaba aqui!
Umas bocas com ele e tal, e pronto! Lá segui a trote, por atalhos, até à zona onde estava a meta.

Acabava assim em modo idiotice um ano muito fraquinho de treino. À conta de mais este episódio fica mais que tomada a decisão de fazer a Maratona de Hamburgo em vez da de Sevilha (embora lá vá em modo de treino).

Bonito, hein?!

4 comentários:

Fernando Carmo disse...

A corrida sempre foi às 18h00... Pelo menos nas edições em que eu participei.

O meu cérebro é que estava desregulado... :-(

vicvfx disse...

Tambem foste enganado??
Deixa lá as coisas correm melhor na Austria...
Bons treinos

tudo_nice disse...

És R-O-T-O!

R

PS: R-O-T-O = Cruzamento de um Cláudio Ramos com um José Castelo Branco, assim só para não haver confusões!

daniel disse...

Salvou-se ou arroz de polvo já em 2009. Esse ao menos foi até se ver o cú ao tacho.

Bem haja!