sexta-feira, janeiro 20, 2006

Isto nem está bom nem está mau

É uma expressão que se pode aplicar aos vários dominios da minha existência, a saber:

  1. o andamento para a Maratona de Paris -> "não está bom nem está mau..."
  2. a mega borrega que tenho no pé direito graças a umas spataculares Adidas Super Nova -> "não está bom nem está mau..."
  3. gajas -> "não está bom nem está mau..."
  4. a minha fortuna -> "não está bom nem está mau..."
  5. as eleições presidênciais. O Cavaco é artificial e está muito equivocado sobre a suas competições como PR. Até tenho de mudar de canal quando ele aparece a tentar ser fofinho com o povo. O Soares está "agressivão" à força toda! Alguém viu o gajo no debate com o Cavaco? Eu acho que lhe vi ali baba de raiva... Os outros 3 têm a minha simpatia, embora ache que o Louçã está a exagerar na forma como rebate todas as opções de quem governa ou governou. O gajo tem de entender que quem é responsável e está no poder tem de tomar opções não muito populares. De resto, o Alegre parece-me lúcido e capaz de tomar decisões dificeis. -> "não está bom nem está mau..."

E assim vai a coisa. Esta manhã na pista as séries de 300 foram do pior... O pudor impede-me de revelar o brutal andamento que consegui impôr no tartin da pista 2 do Jamor. Ah! e o Bruno Salvador também está um monstro (ele nunca foi bonito). Pareciamos dois relógios Suiços!! Olá se pareciam...

2 comentários:

Bruno Salvador disse...

Dois relógios suiços sem pilha.

Que desgraça!!!! Até o Jardineiro achou que era o momento ideal para limpar a pista 1!!!

E os comentários eram lindos!!! "Não tenho pernas..."
Tenho pernas e é a mais (cada saco de batatas)...

No Domingo as pregas é que vão ser bonitas.

Vou ficar pregado ao alcatrão a fazer um teste aos olhos, e saber até que distância os meus olhos de toupeira alcançam.

Enfim!!!

Fernando Carmo disse...

Com as pregas de gordura que ambos têm acumuladas eu, não só corria a Maratona de Paris sem abastecimentos, como ficava para fazer o Tour 2006 sem refeições.

Esta circunstância até me permite aliviar a preocupação de estar lesionado, e como tal condicionado no cumprimento do planeamento.

Eu gostaria de me bater em Paris com gajos com corpo de atleta... Com gordos nem dá pica!

FC